Quem foi Christian Dior

Christian Dior é um dos mais importantes e reconhecidos nomes da história recente da moda. Com sua marca perpetuando a fama até os dias atuais, Dior começou sua trajetória em meados do século XX.

O estilista nasceu no dia 21 de janeiro de 1905, na cidade francesa de Granville. Advindo de uma família rica e tradicional, as aspirações do jovem Christian estavam ligadas ao cargo de diplomata, por influência familiar. Como já sabemos, as inclinações artísticas falaram mais alto!

O primeiro trabalho de Dior com a arte foi logo após completar seus estudos básicos, quando seu pai lhe comprou uma galeria de arte de pequeno porte, mas onde o estilista chegou a vender obras de grandes nomes como Pablo Picasso.

A galeria de arte de Dior não suportou a forte crise familiar provocada pela morte de sua mãe e irmão, além da crise de 1929, que abalou os negócios do pai. Fechada a galeria, Christian Dior não teve tanto tempo para se dedicar aos afazeres artísticos, uma vez que ingressou no exército francês em 1940.

Egresso do serviço militar, em 1942, Dior começou a trabalhar com moda, colaborando com estilistas franceses que se tornaram responsáveis por vestir as esposas de oficiais nazistas. Em contrapartida, sua irmã Catherine esteve presa até 1945 por ter participado da resistência francesa à invasão do exército germânico.

Em 1946 Dior funda seu primeiro atelier próprio e, no ano seguinte, lança sua primeira coleção oficial. Batizada não oficialmente de “New Look”, a coleção apresentava 90 modelos diferentes.

O nome se referia às peças inovadoras, mas também trazia fortemente a ideia de esperança de um novo momento europeu depois da destrutiva II Guerra Mundial (1939-1945). A escassez de materiais também influi nos desenhos feitos por Dior para sua coleção de estreia.

Em pouco tempo o nome de Christian Dior se tornou um grande sucesso no mercado da alta costura, sendo inclusive apreciado por famílias reais de toda a Europa, embora a maioria delas não se apresentasse com as roupas do “New Look” por as considerarem aquém do tradicionalismo da moda real.

Em 1948, Dior abre sua primeira loja nos Estados Unidos, na cidade de Nova York, inaugurando um segmento de casas de luxo na cidade americana. No mesmo ano, o estilista lançou sua primeira coleção de perfumes, com destaque para a fragrância Miss Dior, em homenagem à sua irmã anteriormente citada.

Dior permaneceu sendo um dos principais nomes da moda internacional pelos anos subsequentes, mas seu sucesso em vida não durou mais muito tempo. Em 24 de outubro de 1957, Christian Dior sofreu de um ataque cardíaco e não suportou o evento, morrendo com apenas 52 anos de idade.

A partir desse momento, o controle criativo da marca passou às mãos de Yves Saint Laurent, com 21 anos de idade e há dois anos assistente de Dior. O jovem, que se tornaria outro nome absolutamente importante da moda do século XX, esteve à frente da Dior até ser recrutado pelo exército, quando foi demitido e substituído por Marc Bohan. Todos sabemos que a carreira de Yves não se encerraria ali, mas isso é assunto para um outro texto.

Bohan foi bem sucedido no comando da empresa, que seguiu crescendo e se consolidou como uma das marcas de maior valor de mercado no setor da moda até os dias de hoje, já tendo passado por várias mudanças na administração de seu setor artístico.

× Como posso te ajudar?
Add to cart