Art Déco

A Art Déco, também chamada de moderne style , foi um movimento nas artes decorativas e arquitetura que se originou na década de 1920 e se desenvolveu em grande parte na Europa Ocidental e nos Estados Unidos durante a década de 1930. Seu nome foi derivado da Exposição Internacional de Artes Decorativas e Industriais Modernas, realizada em Paris em 1925, onde o estilo foi exibido pela primeira vez.

O design Art Deco representou o modernismo transformado em moda. Seus produtos incluíam itens de luxo individualmente elaborados e produtos produzidos em massa, mas, em ambos os casos, a intenção era criar uma impressão elegante, mas não tradicional, que simbolizasse riqueza e sofisticação.

As características distintivas do estilo são formas simples e limpas, muitas vezes com uma aparência “simplificada”; ornamento geométrico ou estilizado a partir de formas representacionais; e materiais invulgarmente variados, muitas vezes dispendiosos, que frequentemente incluem substâncias artificiais (plásticos, especialmente baquelite; vidro; e cimento armado), para além dos naturais (jade, prata, marfim, obsidiana, crómio e cristal de rocha).

Embora os objetos Art Deco raramente fossem produzidos em massa, os traços característicos do estilo refletiam a admiração pela modernidade da máquina e pelas qualidades de design inerentes dos objetos feitos à máquina (por exemplo, relativa simplicidade, planaridade, simetria e repetição de elementos unitários). Essa era uma característica um tanto instigante do movimento, que trabalhava com a forte tensão existente à época, quando a reprodutibilidade de peças artísticas se tornou comumente questionada.

Entre as influências formativas da Art Déco, estavam a Art Nouveau, a Bauhaus, o Cubismo e a identidade visual dos Ballets Russes de Sergei Diaghilev. Ideias decorativas vieram de fontes indígenas americanas, egípcias e da antiguidade clássica, bem como da natureza. Os motivos característicos incluíam figuras femininas nuas, animais, folhagem e raios solares, todos em formas convencionalizadas.

A maioria dos criadores do Art Déco trabalhava com itens criados individualmente ou de edição limitada. Entre eles, os designers de móveis Jacques Ruhlmann e Maurice Dufrène; o arquiteto Eliel Saarinen ; o ferreiro Jean Puiforcat; designer de vidro e jóias René Lalique ; designer de moda Erté ; os joalheiros e artistas Raymond Templier, HG Murphy e Wiwen Nilsson; e o escultor figural Chiparus. O designer de moda Paul Poiret e o artista gráfico Edward McKnight Kauffer são exemplos de artistas cujo trabalho atingiu diretamente um público maior.

Na arquitetura se destacam exemplos como: New York Rockefeller Center (especialmente seus interiores supervisionados por Donald Deskey ; Edifício Chrysler, de William Van Alen; e o Empire State Building, de Shreve, Lamb & Harmon. Durante a década de 1930, o estilo foi muito comum na região de South Beach em Miami , Flórida, produzindo uma área conhecida como o distrito histórico Art Déco.

Embora o estilo tenha saído de moda na maioria dos lugares durante a Segunda Guerra Mundial, a partir do final da década de 1960, houve um interesse renovado no design Art Déco. No século 21 o movimento Art Déco continuou a ser uma fonte de inspiração em áreas como artes decorativas e de moda e design de joias.

 

Add to cart